Skip to content

[Live CNTA] DT-e: os riscos da gestão de fretes por transportadoras e operadores logísticos

O DT-e (Documento Eletrônico de Transporte) e os riscos da gestão de fretes por transportadoras e operadores logísticos foi o tema da Live CNTA realizada nesta quarta-feira (18). Dessa vez, a transmissão ao vivo reuniu o advogado Alziro da Motta Filho – Jurídico da CNTA; o presidente do Sindicam – MT (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de Mato Grosso), Roberto Pessoa Costa; e o transportador autônomo Salvio Pimentel.

A Medida Provisória que cria o DT-e foi aprovada na Câmara e encaminhada para votação no Senado. Na avaliação da CNTA, o texto apresenta dois problemas que irão prejudicar gravemente o caminhoneiro autônomo: a possibilidade de que qualquer empresa poderá administrar os direitos dos caminhoneiros, inclusive contratantes do frete, transportadoras e operadores logísticos, e o perdão de indenizações a quem descumpriu a Lei do Piso Mínimo de Frete até 31 de maio de 2021.

Confira o bate-papo completo:

Palavras-chave

WhatsApp CNTA
ENVIAR MENSAGEM